eeebuntu, ubuntu-eee, crunchee e eeexubuntu: Impressões de uma semana depois de comprar um cartão SD de 8Gb

Semana passada eu disse que tinha comprado um cartão de memória de 8Gb pra rodar outros OSs no meu eeepc 701. Essa semana eu conto o que achei, tendo experimentado um pouco de tudo.

O primeiro que eu instalei foi o ubunutu-eee. Achei bacana, mas o tempo de boot era pobrinho. Pedi sugestões e esses foram os que me indicaram:

Ubuntu-eee no meu eeePC

Ubuntu-eee no meu eeePC

A comparação que eu fiz é muito mais intuitiva do que qualquer outra coisa, por isso a percepção de outras pessoas pode ser completamente diferente da minha. Vou dividir as impressões de acordo com o que eu encontrei de diferenças relevantes entre os sistemas, seja porque me agradou, seja porque desagradou.

Pros apressados, uma tabela:

eeebuntu Ubuntu-eee cruncheee eeexubuntu xandros (pre instalado)
Tempo de boot ~2 min ~2 min ~2 min ~1min 20 sec 20 sec (+20 sec para conectar na rede wi-fi)
Interface com o usuário Excelente Excelente (mas mais feio) Ruim Péssima Razoável
Programas pré instalados Ruim Muito bom Bom Ruim Razoável
Configurações especificas para o modelo Bom Ruim Excelente Ruim Pré-configurado

Pros menos apressados... Continue reading

twilight, ubuntu-eee e clotilde!

Primeiro, graças a Lila, que alguns aqui conhecem, consegui o "O destino se chama Clotilde". Chegou ontem, e eu já comecei a ler. Eu lembrava de muita coisa, mas o que mata são realmente os detalhes: hilários, sempre! Valeu mesmo a pena "caçar" de novo o livro depois de tantos anos. Se tiver paciência, posto uma resenha depois de (re)ler.

Segundo, comprei um cartão SDHC de 8Gb pra instalar outros SO's no meu eee pc. Tentei agora o ubuntu-eee. Legal, mas dois detalhes fodem com tudo: Ele exige muito mais processamento do eee (o micro fica quente enquanto eu uso, o que nao acontece no xandros) e o tempo de boot é ABSURDAMENTE maior. Pelas minhas contas, 6 vezes maior já que de 20 segundos pula pra 2 minutos. Vou experimentar apenas "hibernar" pra ver como fica.

Alguém tem outra dica de SO pra rodar no bichinho? (Sempre no cartão de memória, porque não vou matar o xandros nativo dele enquanto não tiver algo que boote em menos de 30 segundos). Será que rola recompilar o kernel "no braço" tirando tudo que eu não for usar? Outra coisa que me incomoda é o pulseaudio! Rola desabilitar/desinstalar?

Zé Topete e Dentucinha

Zé Topete e Dentucinha

E por ultimo, vi o filme mais emo da historia da humanidade: Twilight! Minha esposa[foot]Desculpa de peidorrero! CLARO que eu que queria ver, afinal o Edward é lindooooooooooooooooooooooo[/foot] leu os livros e resolveu ver o filme. Enrolamos ainda um pouco, e hoje estávamos sem o que fazer, resolvemos ver. Segundo a Anita, o Edward é bonito, mas o filme é um lixo! É arrastado, lento, com péssimas atuações e um elenco EMO, um roteiro EMO e uma filmagem EMO que parece que mesmo quando o casal tá no mór love, tá todo mundo triste, prestes a chorar. A ÚNICA cena onde o povo abre um sorriso é quando o Edward apresenta a dentucinha pra família dele (Confesso que a dentucinha também valeria a pena ver num filme de vampiros "de verdade" onde rolasse um pouco mais de putaria, apesar de ter pouca carne!). Enfim, entendi porque a miguxada adorou o filme: é emo até a alma, e emo tá na moda. O vampiro é bonitão e tem cabelinho com um topete meio emo, meio da moda. E a censura é livre, afinal ninguém come ninguém. Aconselho quem for pedófilo a levar sua namorada de 14 anos, ela deve adorar!

Pensando bem, acho que o ambiente "emo" tem mais a ver com os atores serem todos totalmente inexpressivos do que com a intenção de ser emo. É que o filme é tão ruim, que sem querer fizeram algo que agradasse o público aborrecente e irritasse o resto do mundo. E a coitada da dentucinha desperdiçou a carreira dela com esse filme. Se não filmarem as continuações, ela nunca mais vai conseguir um papel decente (e ela era a melhor atriz do filme todo, tirando talvez o índio de cadeiras de rodas que aparece em duas cenas).

Como enviar emails de seu host local (ou o que o apt-get não te conta).

Larguei mão de pagar provedor de email. O google me fornece um serviço melhor, maior e mais barato (i.e. de gratis). Então migrei o meu email @girino.org pro google. Foi fácil, segui as instruções e tudo veio às mil e uma maravilhas.

Mas só que o google preza pela segurança bem mais que a locaweb (meu anterior provedor), e eu não consegui mais mandar emails da linha de comando no linux (usando mutt no meu caso, que eu gosto de usar pra automatizar o envio de emails através de scripts, por exemplo). O Google reclamava: não aceito servidores de email de mentirinha, seu bobão[foot]Na verdade a mensagem era "The IP you're using to send mail is not authorized to send email directly to our servers. Please use the SMTP relay at your service provider instead. Learn more at http://mail.google.com/support/bin/answer.py?answer=10336 9si12791434ywf.9"[/foot]! Ou você autentica ou se vira com seu provedor. Só que meu provedor, é... digamos... fuleiro! Não me fornece conta de email nem nada. Então fiquei na mão.

Até fucei outros jeitos de configurar o "relay" no exim (o "sendmail" que o ubuntu usa chama exim), mas não adiantava: ninguém me queria!

Aí eu pensei: poxa, esse exim é tão bacana, será que ele não autentica sozinho? E pior que eu autentica! foi só acrescentar a linha

*:meuusuario@gmail.com:minhasenha

no arquivo

/etc/exim4/passwd.client

e usar o host

smtp.gmail.com

como smarthost no exim.

Para configurar o exim, rode:

sudo dpkg-reconfigure exim4-config

no terminal, selecione a opção de "mail sent by smarthost; received via SMTP or fetchmail" e deixe os valores padrão todos exceto quando ele perguntar o endereço do seu smarthost. Nessa hora preencha com

smtp.gmail.com

.

Agora é só usar o pine, mutt, mail ou qualquer outro programa de linha de comando que você queira, e partir pro abraço!

VMware e PulseAudio no Ubuntu 8.04 Hardy Heron

Atualizei na madrugada de ontem pra hoje, e me deparei com dois problemas: O totem "travava" e o internet banking do banco do brasil não entrava mais...

Bom, fazer entrar o site foi fácil: pelo synaptic eu desistalei do plugin java "gcj" e forcei a reinstalação do plugin java 6 da sun. Só que o diaxo do BB resolveu que meu computador era agora outro computador! E a pior merda do mundo é conseguir cadastrar o computador pelo telefone (antigamente era moleza, mas agora o cara pergunta até a opção sexual e o nome da namorada do jardim de infância).

O VMWare

Mas como eu sou safo, eu tenho uma vmware de emergência que é cadastarda 🙂 sempre que preciso recadastrar meu computador, subo a vmware e cadastro... Quer dizer... Quando o vmware funciona... E por algum desígnio de Buddha, a atualização do ubuntu removeu meu VMware...

Não me faço de rogado, é só baixar de novo, claro.

... 1 hora e vários joguinhso mais tarde ...

CLARO que tinha um motivo pro ubuntu desinstalar meu vmware: os drivers que ele usa não são compatíveis com o kernel mais novo. E enquanto a vmware não resolve o problema, o ubuntu é que não quer assumir: ranca logo essa coisa!

Mas eu precisava dele. Era isso ou andar quase 500 metros até uma agência! HORROR!

De google em google, de forum em forum, achei o milagre: um patch e um HOWTO! Alias, achei em dois lugares: aqui e aqui. Finalmente, cadastrei meu computador, depois de quase 3 horas de luta (e tédio, e joguinhos).

O som

Mas ainda não resolvi o outro problema: O som. Alguns programas com som, outros sem. Alguns sem som, e o totem travando. Eu vi em alguns lugares umas referencias a um tal de PulseAudio e resolvi correr atrás: fui direto ao labirinto de Falken e achei isso: https://wiki.ubuntu.com/PulseAudio.

Reiniciei o X11 e fui pro abraço!

Ele mórreu!!!

Sad but true,

O Ubuntu 6.10, uma das distribuições linux mais adorada de todos os nerds, está prestes a "morrer". A Canonical acaba de anunciar que o prazo de suporte desta versão do Ubuntu está terminando. Claro que não é a morte do Ubuntu, apenas dessa versão, que completa agora 18 meses. As versões 7.04 e 7.10 ainda terão suporte por bastante tempo.

Ubuntu

Como disse o Carlão:

Adeus, amigo marrom.

link, thanks Carlão.