Balanço geral das frases buscadas...

Pois é...

lá fui eu olhar o que tinha dado. Categorizei, de forma manual mesmo, as buscas em grandes grupos (no total foram 27 grupos, mais um "outros" das queries que eu não consegui categorizar). Pra minha surpresa, o "fondue" ganhou disparado da "muler pelada". Acho que o povo prefere o pecado da gula ao pecado da luxúria... (ou será só que pouca gente escreve sobre fondue por isso as buscas caem com mais freqüência no meu site? quem irá saber?). Aí em baixo um grafiquinho resumindo meu trabalho:

Gráfico das buscas que mais cairam no meu site, categorizadas por assunto.

Gostei também de saber que procuram meu blog pra "coisas sérias" como compressão de dados e colocação de padres no google maps. Mas o objetivo mesmo não era esse. Era recolher frases legais sobre as quais postar...

Frases legais

quem sou eu? curriculum

Será que esse daí queria que o currículo dele já estivesse pronto na internet? Ou será que ele nem mesmo sabe quem ele é? vai saber... (mas quem quiser, tem um link pro MEU currículo aqui 😉

mera

Ein??? Mera? Que diabos é isso?

moro de favor meu filho pode me visitar

Será que ele(a) acha mais fácil encontrar essa informação na internet do que perguntando pro dono da casa?

passei concurso banco brasil 57 chama

Parabéns, seja lá o que isso queira dizer.

E ainda essas 4 que eu pretendo blogar a respeito com mais tempo:

cosseno o que serve para o futuro;1
que lingua falam? os indios pataxó;1
foto garrafa vinho mioranza;1
porque a água apaga o fogo e o álcool não;1

A da garrafa de mioranza, vinho da família da Carol, eu já posto duma vez:

Os finos, e

os de garrfão!

Os outros assuntos eu blogarei mais tarde, ou outro dia... ou não.

Pesquisas que cairam no meu blog

Como sempre, vigio as estatísticas do site. Hoje achei as seguintes buscas que acabaram apontando pro meu site:

  • como descobrir qual a versão do Pithon do windows; e
  • adestrador em brasilia.

A primeira é fácil de responder: vá em "iniciar", depois em "executar", digite "python.exe" e aperte "enter". A primeira linha na sua tela vai dizer a versão do python.

A segunda, bom, vou falar minha experiência, claro. Se me perguntarem sobre adestradores em Brasília, eu respondo: Carlos Souza. É o cara que adestrou a Lilica. A Lilica inclusive andou fazendo shows pra ele um tempo, que nem nesses vídeos aí em baixo. O site dele é:

E essa westiezinha que aparece no colo dele e no folder dele é a Lilica 🙂 Ela ficou inclusive bastante amiga do Glock, o pastor Malinois dele. Pra quem quiser ver, aí vai um vídeo de show dela:

Ele é muito bom tanto pra trabalho com cães grandes para vigia ou trabalho policial, quanto para adestrar cães pequenos em obediência, ou como no caso da Lilica, adestramento pra shows. Ele nunca usou violência nem nenhum método que machucasse a Lilica e eu sempre acompanhei todos os treinamentos. Enfim, recomendo MUITO o trabalho dele. Os cães aprendem rápido e sem nenhum estresse ou violência.

Faceboogle?!?

Buscas na internet estão para morrer. Ao menos as buscas da forma como conhecemos. As redes sociais e a Web 2.0[foot]Só pra irritar o Gazel[/foot] mudaram a forma como o usuário procura informação. Ao invés de ir a um mecanismo de busca, porque não "imitar" a vida real e procurar a informação com seus amigos, conhecidos e outros membros de sua rede?

Segundo este artigo da PopularMechanics, O futuro das buscas está intimamente ligado ao futuro (incerto) das redes sociais, como orkut, facebook e myspace. O futuro do google seria usar essa informação, e tudo mais que o usuário tiver divulgado em relação a si, para melhorar e filtrar os resultados das buscas. Compras, amigos, blogs lidos e visitados. Tudo entraria na equação para tentar oferecer uma busca melhor do que a antiga forma de "pergunte aos amigos" pode fornecer. A possibilidade da volta ao tradicional conteúdo "push"[foot]empurrado, no sentido de que o usuário não escolhe, mas sim aceita o que escolheram pra ele[/foot], só que bem mais sofisticado e talhado sob medida para os usuários, não deixa de ser um futuro possível.

As coisas nesse sentido ainda tem muito que evoluir e amadurecer, então até lá, a busca na internet ainda não morreu! (será?)

link, (via /.)