Çutiã

by girino

Ela tirou o Çutiã e deixou ele na mesa. Transamos e ela foi embora. Deixou o Çutiã. Droga!! O que eu vou fazer com aquele Çutiã? Joguei fora.
. . .

Dling-dlong! Abri a porta: Ô seu moço, foi u sinhô qui perdeu esse Çutiã? Achei lá no lixo e pensei que só pudia ser coisa do sinhô e que caiu lá puringano. Tó! Peguei, fechei a porta, fui na cozinha. Joguei aquilo na triturador de lixo!
. . .

Bzz! Bzz! Bzz! Alô, aqui é da Copasa. Nós já mandamos pelo correio o Çutiã que o senhor deixou cair no triturador. Abri a caixa de cartas: Çutiã!! droga! Jogar na privada? não, não, não! a Copasa manda. Joguei no riacho pra água levar!
. . .

Aqui! Eu sou da prefeitura e eu acho que esse Çutiã veio do riacho que passa atrás da sua casa, deve ter caido do varal. Mil vezes droga! Joguei ele em cima da mesa!
. . .

Sabia que tinha esquecido ele aqui! Mas que vergonha, ainda no lugar que eu deixei, isso é um absurdo. Transamos e ela foi embora. Deixou o Çutiã...

Leave a Reply