PETA: direitos dos animais combina com eutanásia?

Essa reportagem da Newsweek mostra uma relação um tanto quanto polêmica: PETA e eutanásia. Desde 1998 a PETA "eutanasia"[foot]pros menos politicamente corretos, sacrifica mesmo![/foot] cerca de 85% dos animais que são "resgatados" por eles. Um mal necessário, segundo eles, que já matou 17 mil animais, na maioria (cerca de 80% pra dizer a verdade) totalmente sãos.

Mas essa opinião defendida a duras penas pela PETA não parece ser unanimidade na comunidade de direitos dos animais. Várias outras organizações tem trabalhado para atingir altas taxas de "re-adoção" dos animais, e alguns trabalham com metas de "no-kill" para os anos vindouros. A PETA, claro, nega a viabilidade da estratégia: As instituições simplesmente rejeitam animais sem chances de re-adoção para manter suas metas de "no-kill".

Enquanto isso os críticos rebatem: "With the resources at their disposal, PETA and the Humane Society of the U.S. could become no-kill in no time. Instead they have become leading killers of cats and dogs(...)"

link (by Newsweek)

2 thoughts on “PETA: direitos dos animais combina com eutanásia?

  1. Que triste realidade. Eu voluntario num shelter aqui em DC que pega animais que estão sendo rejeitados em outros shelters. E eles ficam com o animal por tempo indeterminado (teve um gato que ficou lá por 9 anos!) até ele encontrar uma casa. Infelizmente, o shelter é só pra cães e gatos... Já as Humane Societies pegam até elefante se for necessário. Pelo menos isso.

Leave a Reply