Provedores brasileiros interferem nos downloads!

Freio de mão, thanks wikimedia commonsSe você é um usuário de torrents, gosta de baixar filmes ou músicas, baixa seu sistema operacional preferido através de torrents para evitar congestionar os servidores, saiba:

Seu provedor seguramente faz traffic shaping @ wikipedia.org (en), limitando a sua velocidade de downloads.

A conclusão é de um levantamento pela Vuze, examinando o tráfego de usuários voluntários que instalaram seus plugins. A Campeã brasileira de limitação de banda é a Brasil Telecom, seguida da Oi, NET e Telefônica. Mas isso não quer dizer que seu provedor está fora da lista dos "malvados" que "roubam" seus downloads. É melhor ficar vigilante. A polêmica nos EUA já fez o mais malvado de todos começar a "se desculpar" dessas práticas tentando trabalhar em conjunto com as redes de P2P, mas e no Bananão? Vamos ficar a mercê dos provedores?

link para a notícia (by idgnow)

Neil gaiman e "fair use" e Shannon/Minsky "Ultimate Machine"

Acordei hoje com duas notícias legais no boingboing:

[amazonify]1563891875[/amazonify]A primeira, é um link pro blog do Neil Gaiman @ wikipedia.org (en), com um texto sobre JKRowling @ wikipedia.org (en), Tim Hunter @ wikipedia.org (en), plágio e "fair use @ wikipedia.org (en)". Com a polêmica em torno do processo da JKRowling contra um fã que lançou um "dicionário" do mundo de Harry Potter, voltam a tona as histórias que acusam o mago juvenil de ser chupado dos Livros da Magia @ wikipedia.org (en). Gaiman se defende das acusações por ela, e ainda de outras como subornos para não acusá-la de plágio: [amazonify]0545010225:right[/amazonify]

(...) [N]o, I certainly *didn't* believe that Rowling had ripped off Books of Magic, that I doubted she'd read it and that it wouldn't matter if she had: I wasn't the first writer to create a young magician with potential, nor was Rowling the first to send one to school. It's not the ideas, it's what you do with them that matters.

Genre fiction, as Terry Pratchett has pointed out, is a stew. You take stuff out of the pot, you put stuff back. The stew bubbles on.

link (via boingboing)

A outra notícia é de um atoa sujeito habilidoso que construiu uma "ultimate machine", descrita por Claude Shannon @ wikipedia.org (en) e Marvin Minsky @ wikipedia.org (en) em um artigo bem humorado: Basicamente uma caixa com um interruptor que quando ligado faz abrir a caixa de onde sai uma mão que desliga o interruptor. Nada mais inútil ;). Pois esse sujeito não sossegou enquanto não construiu a sua própria "ultimate machine". Tudo registrado em vídeo, claro:

link (by boingboing)

A culpa é dos comunistas?

[amazonify]1583228241[/amazonify]A Newsweek tem uma entrevista interessante com a economista italiano Loretta Napoleoni @ wikipedia.org (en) que fala sobre seu livro Rogue Economics. Segundo ela, a globalização e conseqüente quebra do bloco soviético criaram uma série de fenômenos econômicos que saem das regulações existentes, seja de forma totalmente ilegal, como mercados negros e falsificações, seja em "áreas cinzas", áreas sem regulamentação apropriada por falta de visão política das mudanças econômicas, como os investimentos a descoberto dos bancos americanos e ingleses (que geraram a crise atual no mercado americano). A adaptação necessária, segundo ela, é obvia: adaptar as regulamentações existentes para o novo mundo globalizado e combater os mercados negros internacionais.

É uma visão bastante conservadora que ele expõe na entrevista, com duras críticas à globalização. Será que a solução vem mesmo por aí ou isso é apenas mais uma força tentando se agarrar ao status quo? Abaixo, uma amostra da entrevista:

You're critical of globalization. Why?
Globalization has helped rogue economics spread. In the 1970s, you knew where products came from; it was a smaller world. For example, now when you order fish in a restaurant, you don't know where it came from. Seventy percent of the fish we eat is black market, fished in violation of international laws. Our ignorance makes us unwilling partners in crime. Rogue economics is turning the global market into our worst nightmare.

link (by newsweek).

Who's on first? No, who's on stage.

Quem não se lembra do Rain Man @ wikipedia.org (en) repetindo incessantemente pra si mesmo:

Quem está na primeira base?
Quem.
Quem está na primeira base?

E por aí vai? Pois bem, depois de ver essa re-encenação horrorrosa que postaram no boingboing, resolvi relembrar a re-encenação mais memorável de todas: Who's on stage, dos Animaniacs @ wikipedia.org (en):

link (boingboing) e video do sketch original (Abbott and Costello @ wikipedia.org (en)).